Blogueiras de gastronomia contam sobre o Bela Vista Café Colonial, inaugurado em Porto Alegre

Blogueiras de gastronomia contam sobre o Bela Vista Café Colonial, inaugurado em Porto Alegre

O Bela Vista Café Colonial abriu esta semana em Porto Alegre a sua terceira unidade. Ele fica no Shopping Total, nas instalações das antigas cervejarias Continental e Brahma, ocupando uma área de mil metros quadrados. Uma turma de formadores de opinião e influenciadores digitais do Estado foi conhecer o espaço em primeira mão. Entre os convidados os blogs de gastronomia, O Mundo Na Cozinha, da Bárbara Pustai e Gastroterapia, da Júlia Soares. As duas influenciadoras nos contam aqui suas impressões sobre a nova alternativa gastronômica da capital gaúcha e destacam algumas das principais delícias do cardápio da casa.

Crédito: Vini Dalla Rosa

Crédito: Vini Dalla Rosa

A abertura do empreendimento demorou um pouco mais do que o esperado inicialmente, em função do cuidado de manter rigorosamente as características históricas do prédio, projetado pelo célebre arquiteto alemão Theo Wiedersphan. “O espaço é muito amplo e manteve vários itens da antiga fábrica de cervejas que funcionava no local. Logo na entrada tem uma escada linda de ferro fundido. Eles combinaram esses elementos industriais com mesas de madeira e toalhas e cortinas floridas, fazendo um equilíbrio entre o industrial e o aconchegante” conta Júlia.

A Bárbara dá a dica: “o mezanino é a pedida ideal pra quem gosta de lugarzinhos menores, pois o pé direito é mais baixo e dá um ar mais de casa mesmo. Quem não vê a hora de atacar as tortas, sugiro escolher as mesas que ficam ao lado delas, no primeiro andar!”.

“A grande variedade e qualidade dos produtos oferecidos e o ótimo atendimento com certeza são os maiores diferenciais”, diz Bárbara, que elegeu alguns doces como suas delícias preferidas no local: os bolos (de cenoura, principalmente) e as tortas (em especial o duo, com ganache de chocolate branco e preto). “Pra quem curte mais os salgados, as bolinhas de queijo e o porquinho à milanesa são imperdíveis”, completa. Júlia concorda sobre a eficiência do atendimento e diz que os pratos são repostos com grande velocidade. Ela também indica o bolinho de queijo, as tortas, e como seu favorito, o frango a passarinho.

O valor do café colonial no Bela Vista do Shopping Total é de R$ 68 por pessoa, e as crianças até quatro anos não pagam. Crianças entre cinco e nove anos pagam R$ 34. A Júlia sugere: “Vá com fome e prepare-se para passar muito tempo e comer bastante!”

belavistacafecolonial06

Crédito: Júlia Soares / Gastroterapia

História do Bela Vista Café Colonial

Fundado em 1972, o Bela Vista Café Colonial possui duas casas em Gramado, com um cardápio composto por mais de 80 itens, que retratam um pouco da culinária dos colonizadores alemães e italianos, que ao lado dos portugueses se estabeleceram no município. O menu é composto pelas tradicionais receitas e também por pratos novos – que atendem às exigências dos clientes.

A primeira doceira da casa, Lira Caliari, trouxe da localidade onde nasceu, Linha Marcondes, as melhores tradições da culinária alemã. Ela foi criada em meio a fornos sempre quentes, de onde saíam pães de milho e centeio e cucas. Aprendeu a cozinhar com a mãe Eli e com as tias Olga e Adelina, e logo estava produzindo pães de mel e bolachas coloniais. Com 16 anos, Lira deixou o interior para trabalhar em Gramado. Trabalhou em hotel e casas de família, onde mostrou suas habilidades culinárias, até chegar ao Bela Vista. Primeiro, como funcionária. Mais tarde, como proprietária.

O alto nível de exigência de Dona Lira podia ser observado no dia a dia por suas ajudantes. Inventava receitas e, ás vezes, chegava a jogar quatro tortas fora até chegar no ponto certo. “Todos os livros de receitas tinham segredos. Então eu tinha que inventar as minhas tortas”, relembra Dona Lira. O amplo cardápio costuma encantar turistas de todo o Brasil, incluindo celebridades. “Xuxa comia bem, mas evitava o sal. No dia em que foi ao café colonial, fez a festa da criançada”, relembra Dona Lira. Já o técnico Luiz Felipe Scolari costuma visitar a casa e provar de tudo. “Teixeirinha e Mary Terezinha gostaram tanto que foram até a cozinha cantar para mim”, relembra a doceira.

Entre os hits do café colonial estão a Torta de Amendoim e o Apffelstrudel. Este último é uma das delícias que exige maior tempo na preparação, e é o favorito de Dona Lira Caliari, que nunca negou fornecer suas receitas para os visitantes que pediam. “O segredo era a minha mão. Às vezes uma ajudante fazia uma receita com todas as quantidades certas, mas não saía igual”, relembra.

Imagem em destaque de Júlia Soares / Gastroterapia
Anterior Projeto "Colo de Mãe": app focado no bem estar materno | Real Maternidade
Próxima Lowsumerism: vivendo mais com menos | Sonhando Acordada

Pin It on Pinterest

Share This