Joy Models está atrás da “Nova Cara da Moda” no projeto O Fashionista

Joy Models está atrás da “Nova Cara da Moda” no projeto O Fashionista

O booker da Joy Model Cleber Machado está por trás do projeto O Fashionista, realizado em conjunto com a Revista Expansão, que veiculará em dezembro suplemento voltado para o universo fashion, além de promover o concurso “A Nova Cara da Moda” que está descobrindo novos modelos e estilistas. Em entrevista para o nosso portal, Cleber conta mais sobre esta iniciativa:

 

Claber Machado

Cleber Machado. Divulgação.

– Qual a importância de um projeto como A Nova Cara da Moda para o mercado?

O projeto A Nova Cara da Moda é de total importância para que novos nomes do nosso mercado tenham a oportunidade de introdução e profissionalização. A Joy é uma agência que visa sempre estar envolvida em projetos que possam ajudar com que nosso mercado cresça cada vez mais.

Somos um celeiro de talentos, exportamos ao mundo grandes modelos, estilistas, maquiadores e fotógrafos, todos gaúchos. Temos nomes importantes atuantes no mercado local, mas para que sigamos escrevendo a história do nosso setor precisamos dar chance a essas novas gerações, economicamente o Rio Grande do Sul está entre os principais estados do país. Moda aqui ainda é um mercado primário, precisamos evoluir e competir ainda mais com potências como São Paulo e Belo Horizonte. Projetos como este nos fazem acreditar que é possível!

“Moda aqui ainda é um mercado primário, precisamos evoluir e competir ainda mais com potências como São Paulo e Belo Horizonte”.

– O que os modelos new faces precisam para se destacar neste concurso?

Para trabalhar como modelo é indiscutível que o candidato tenha proporções físicas. Todas as profissões têm alguma especificação para poder ser executada, no nosso caso é a imagem do modelo, mas além disso e não menos importante estamos sempre em busca de jovens que vejam isso como um negócio, que saibam que é algo que poderá dar-lhes uma condição de vida e um sucesso profissional, conhecer lugares, culturas, pessoas que talvez nenhuma outra profissão possibilitasse.

Falar inglês hoje em dia seria também outro requisito indiscutível por exemplo, eles precisam estudar, sempre se manter atualizados sobre o mundo, politica, religião, economia, tudo isso influencia diretamente a carreira de todos e os torna seres humanos e profissionais melhores.

– Como está sendo a dinâmica do concurso? Quais são as etapas?

Estamos na segunda fase do concurso, e a dinâmica é muito interessante. Realizamos a primeira seletiva onde de 100 candidatos ficamos com 24. Todos esses fotografaram nesta semana e agora estarão sendo julgados por um júri técnico do concurso e pelo público.

A próxima etapa será um pouco mais difícil, selecionaremos somente doze que seguem para a final que acontece em outubro de onde saem o casal vencedor. Todos estão muito animados, é muito bacana pois há uma interação entre eles e nós da equipe, está bem saudável, um aprendizado para todos. Do nosso lado, da Joy, podemos dizer que boas novas vêm por aí, mas poderemos mostrar somente na final, e será bem legal!

Entrevista e texto: Vanessa Vargas
Anterior Semana Farroupilha ganha festival na Divina Padoca
Próxima Dicas sobre cozinhas planejadas | ArquiKarina

Pin It on Pinterest

Share This