Mídias digitais, mensuração e ROI – por Andressa Griffante

Mídias digitais, mensuração e ROI – por Andressa Griffante

Por Andressa Griffante*

Ao anunciar em um jornal de grande circulação, é possível mensurar quantos leitores pararam para ler seu anúncio? Ao veicular um spot de rádio você consegue saber quantos ouvintes realmente estão prestando atenção e quantos destes são o target da sua marca? Podemos seguir dando exemplos em revistas, programas de TV…

“Conteúdo é tudo, mas saber direcioná-lo para quem realmente está interessado naquele conteúdo é a chave de todo este processo.”

No Facebook – para citarmos apenas uma das redes sociais mais utilizadas hoje em dia – é possível filtrar exatamente o público que se quer atingir com um post patrocinado, e então, medir o alcance, os cliques e o engajamento: comentários, likes e compartilhamentos.

Mesmo no Snapchat – rede ainda sem ferramentas de mensuração – é possível saber com uma captura de tela quantas pessoas assistiram o vídeo ou viram a foto e quantas pessoas interagiram com aquela mídia. Podemos seguir citando os dados do Google Analytics, do Instagram Negócios, os pins no Pinterest e por aí vai.

A capacidade de mensuração nas redes sociais faz com que possamos adequar nossa divulgação e entender exatamente qual nosso retorno sobre o investimento, seja o objetivo que for: mais cliques no site, mais compartilhamentos na campanha, mais vendas no e-commerce, mais interação em enquetes…

As diversas possibilidades de medir suas ações e saber como o seu target reage a determinada atividade de sua marca é apenas um dos grandes benefícios trazidos pelas mídias sociais e players como Facebook e Google para o mundo business. Que fazem com que grandes grupos de comunicação percam um share importante de publicidade e finalmente pensem em renovar seu modelo de negócio.

Conteúdo é tudo, mas saber direcioná-lo para quem realmente está interessado neste conteúdo é a chave de todo este processo. E seguindo este raciocínio:

“não é de se estranhar o papel cada vez mais relevante desempenhado pelos INFLUENCIADORES DIGITAIS, que por meio de seus canais motivam um público fiel e interessado.”

Qual o modelo de negócio ideal para que a mídia tradicional se reinvente é a grande questão que paira no momento. O que sabemos é que o custo-benefício da mídia online para marcas que desejam divulgar seu produto/serviço – ainda mais em tempos de crise – é inegável e de longe a melhor opção!

perfil_recorte_bymorganamazzon

*Andressa Griffante é empreendedora digital e gestora da rede RSbloggers, maior e mais diversa network de influenciadores digitais do Estado. Formada em Jornalismo pela PUCRS também realiza o Encontro de Influenciadores Digitais RS e ministra oficina Profissão: Blogger na Metamorfose Cursos. É uma entusiasta das novas mídias e do marketing digital.

Anterior Boticário lança nova linha Cuide-se Bem
Próxima Panvel lança a campanha digital “Abraço Demorado”

Pin It on Pinterest

Share This