7ª edição do Festival Internacional de Teatro movimenta Canoas

7ª edição do Festival Internacional de Teatro movimenta Canoas

A 7ª edição do FESTIA – Festival Internacional de Teatro em Canoas acontece de 1º a 10 de setembro com uma intensa programação gratuita. Serão 15 espetáculos em diversos espaços da cidade, de grupos locais e companhias do México, Rio de Janeiro, Alagoas e São Paulo, além de diversas atividades formativas.

O festival, já tradicional na agenda cultural do município, surgiu como uma circulação independente do Grupo TIA, organizador do evento, em 2010. Mais do que uma mostra de espetáculos teatrais, o maior objetivo do festival é o intercâmbio entre artistas e a comunidade para dialogar, resistir e construir um panorama melhor para a arte e a cultura. A programação é realizada por diversas localidades da cidade, no centro, parques, equipamentos culturais e em locais descentralizados, colaborando assim com o desenvolvimento sócio-cultural da cidade possibilitando que todos possam usufruir de forma aberta, gratuita e inclusiva aos espetáculos, as atividades formativas e reflexivas com caráter de qualidade.

Em 2017 o homenageado do FESTIA é João Silva Máximo, artista plástico e também fundador e diretor do grupo Podem Ter Inço no Jardim, de Canoas, companhia em atividade há mais de 30 anos através do teatro popular como oficinas gratuitas, cursos, montagem de espetáculos e intervenções urbanas. Durante todo o festival, o público poderá conferir a exposição “Mãe Preta, Mãe África”, de Máximo, que estará em cartaz na Casa das Artes Villa Mimosa. Além de seu trabalho no grupo, o artista também produz esculturas em madeira, com inspiração na temática africana, projeto que desenvolve desde 2007. A forma arredondada da matéria prima (madeira bruta) é transformada em carrancas, rostos e corpos que remetem ao povo africano e seus descendentes.

A programação inicia às 15h do dia 01 de setembro, com o espetáculo “Nocturnos”, de Daniel Toledo, do México, inédito no Brasil. O espetáculo de bonecos conta a história de um homem que tenta lembrar uma melodia enquanto evoca histórias da noite. Morte, aventura e sonhos estão envoltas em mistério e magia de objetos e bonecos. A apresentação ocorre no Auditório da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

No mesmo dia, às 21h, no Estúdio Black Bird, a banda Mondo Calado, de Canoas, apresenta um som que mescla o peso, groove e poesia de formas bem particulares. O evento também contará com a performance de intervenção urbana “Sonorização Poética” de Arthur Côrtes. O artista e seus instrumentos sonoros com muita descontração e curiosidades propõem um minuto de interação cultural com poesia.

Entre os destaques da programação teatral, está o Grupo Anônino de Teatro, do Rio de Janeiro, que apresenta pela primeira vez no Estado “Cabeça de Nego”, no sábado, 02 de setembro, no Teatro do Sesc Canoas. A montagem coloca em foco diversas questões da vida contemporânea. Valendo-se de algumas habilidades circenses como malabarismo, equilibrismo, magia e manipulação de objetos, o ator cria um ambiente mágico para conduzir os sentidos do espectador.

Entre os grupos locais, o destaque fica para o Grupo de Teatro de Pernas Pro Ar, de Canoas, que em 2018 completa 30 anos de fundação. O público poderá conferir a performance de “O Lançador de Foguetes” na sexta-feira, 08 de setembro, às 15h, na Praça da Juventude Nelson Mandela/Guajuviras. Excêntrico, virtuoso cientista busca parceiros para uma curiosa jornada em busca do lugar ideal para realizar com excelência sua experiência científica. Curiosos malabares circenses, engenhosas engenhocas astrológicas e a energia do público lançam foguetes, ideias ao ar.

Além da programação de espetáculos o FESTIA promove diversas atividades formativas, como os Workshops “O Jogo Como Técnica”, com João Carlos Artigos – Grupo Anônimo de Teatro/RJ e “Manipulação de Mamulengo” com Danilo Cavalcanti – Mamulengo da Folia/SP, os lançamentos dos livros “Contos Transantropológicos” de Atena Beauvoir Roveda e “Longa Jornada do Teatro de Rua Brasil Afora” de Márcio Silveira dos Santos, o Fórum Setorial do Teatro e Circo de Canoas – Colegiado Setorial do Teatro e Circo de Canoas e Sesc Canoas e as atividades deTrocas de Saberes “Cultura e Arte LGBT” e “Afro: Conexão Cultural”.

O evento encerra no domingo, 10 de setembro, com o show do Trio Agrestino, de Alagoas, que se apresenta pela primeira vez no RS. O trio de forró pé-de-serra com mais de 40 anos de estrada se apresenta na Pizzaria e Lanches 40 Graus. Para conferir todas as atrações e programação, acesse:
festivalfestia.wordpress.com | facebook.com/festivalfestia

Informações via assessoria de imprensa
Anterior Trio britânico Daughter se apresenta no Theatro São Pedro
Próxima Linha de cuidados masculinos apresenta novidades

Pin It on Pinterest

Share This